WhatsApp 67 99257-1994
Pré-cadastro
WhatsApp 67 99178-7322
Orçamento
67 3025-8100
Outras Informações

Artigos

Saúde, bem estar, alimentação saudável e medicina.

Mindfulness

Como o foco pode ajudar na manutenção da saúde

Você já parou para pensar o quanto de atenção coloca nas tarefas do dia a dia? Muitas vezes as atividades cotidianas são feitas no automático, em meio a diversos pensamentos que não possuem nenhuma conexão com aquele momento. É uma situação comum, mas que aumenta o nível de ansiedade e também diminui a produtividade. Mudar esse estado de hiperatividade mental pode ser a chave para conseguir uma melhor saúde mental e física. É isso que propõe a técnica chamada de mindfulness, conhecida como atenção plena.

Mindfulness é uma técnica que utiliza exercícios derivados de meditações, sem nenhuma relação com religiões, para desenvolver esse estado mental mais atento. Os programas e protocolos são baseados em evidências científicas e os benefícios para saúde são vários: melhora de quadro de depressão, ansiedade e dor crônica.

O médico especialista em mindfulness, Marcelo Demarzo, explica que as principais técnicas são exercícios meditativos que usam o próprio corpo como respiração e sensações corporais: “Há práticas formais e há práticas informais que podem ser feitas em qualquer lugar, a qualquer hora, especialmente em situações desafiadoras. A base dos benefícios é o desenvolvimento de atenção com uma qualidade específica, que chamamos de “mente do principiante”, um estado mental que se contrapõe à hiper-reatividade e ao pré-julgamento dos fenômenos e situações do dia a dia.”

O especialista também destaca que existem em torno de 4.000 estudos científicos comprovando os benefícios da prática de mindfulness. Alguns desses trabalhos apontam para os ganhos em outras áreas, além da saúde, como na educação de crianças e adolescentes, melhora da atenção, desempenho escolar, diminuição de casos de bullying; e no trabalho, como a diminuição do burnout (estresse ocupacional), melhora da criatividade, e de processos de liderança mais efetivos.

Outra dica do médico Marcelo Demarzo é que os interessados procurem por profissionais qualificados na área: “É muito importante esse cuidado, pois apesar de não haver contraindicação à prática de Mindfulness, os casos agudos devem ser primeiro estabilizados antes de se submeter a um dos protocolos”. Marcelo é o coordenador do Mente Aberta – Centro Brasileiro de Mindfulness e Promoção da Saúde. No site do centro (www.mindfulnessbrasil.com) é possível ter várias informações sobre a prática, uma delas é uma técnica segura para iniciantes que vamos reproduzir aqui:

Passo 1                                               

Adotando uma posição confortável, sentado ou deitado, deixar o corpo se estabilizar na posição. Pode-se fazer uma ou duas respirações mais profundas para se trazer a atenção para o corpo, como também começar lentamente a observar as sensações no corpo naquele momento (contato do corpo com o chão ou cadeira; temperatura da pele, possíveis desconfortos, etc.);

Passo 2                                                       

Gradualmente começar a trazer a atenção e a observação para os movimentos do corpo durante a respiração, como por exemplo os movimentos do tórax e do abdômen na inspiração e expiração do ar; ou ainda a sensação do ar entrando e saindo pelas narinas durante a respiração. É importante seguir o fluxo natural da respiração, sem tentar alterá-lo, apenas observando-o;

Passo 3                                                                                                           

Eventualmente, se alguma distração, pensamento, sensação, ou preocupação vier à tona, gentil e simplesmente apenas perceba, e deixe passar, sem se prender ou julgar, voltando novamente a observação para a respiração;

Passo 4                                                                                                          

Mantenha então a observação da respiração como âncora da atenção e da mente no momento presente, momento a momento, a cada respiração;

Passo 5                                                                                                       

Antes de encerrar a sessão, traga novamente a atenção e a observação para as sensações em todo o corpo naquele momento, e lenta e gradualmente termine a prática.

Que tal depois de todas essas informações tentar inserir o conceito de mindfulness no cotidiano? Dê uma chance para uma técnica que não tem contra indicação e possui resultados comprovados cientificamente. Para começar, basta deixar de lado o piloto automático no dia a dia, focar nas atividades que estiver realizando e tirar poucos minutos para o exercício simples de meditação que compartilhamos. A saúde mental reflete na saúde física. Por isso a busca constante por equilíbrio diante do estresse diário. Boa prática!

Deixe um Comentário