WhatsApp 67 99257-1994
67 3025-8100
contato@bioclinicoms.com.br

Artigos

Saúde, bem estar, alimentação saudável e medicina.

Da infância à andropausa: saiba os exames recomendados em cada fase da vida masculina

115_bioclinico_20161117
Normalmente os homens são conhecidos por dar menos atenção à saúde preventiva do que as mulheres. Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Urologia demonstrou que 50% dos homens que procuram urologistas, o fazem apenas por pressão das esposas ou namoradas. No entanto, da mesma forma que as mulheres, há uma série de exames essenciais que são indicados para o sexo masculino. Para ajudar nossos leitores a entenderem os exames importantes em cada etapa de suas vidas e programarem as visitas rotineiras ao médico, preparamos uma lista dos principais exames por fase da vida.

Após o início da atividade sexual, já são indicados os exames que identificam doenças sexualmente transmissíveis, como Sífilis, HIV, Hepatite B e Clamídia.

A partir dos 20 anos, é recomendado consultar um clínico geral para realizar um check-up de rotina, com hemograma, exame de urina e fezes. O próprio clínico geral identificará se há alguma necessidade de testes específicos, levando em conta a condição física do paciente e o histórico de doenças familiares, como colesterol alto, hipertensão, diabetes e doença coronariana precoce.

A partir dos 40, avaliações de glicose e hemoglobina glicada para diabetes já são recomendadas. Realizar anualmente a dosagem do PSA (antígeno prostático específico) e o exame digital também são indicações comuns dos médicos para homens desta faixa etária. Mas é importante consultar um especialista, para que ele possa avaliar a periodicidade e os exames mais indicados para a situação de cada paciente.

Consultar um cardiologista é essencial para fazer o monitoramento da pressão arterial, bem como a dosagem do colesterol. Nos homens que possuem histórico familiar de infartos e derrames cerebrais, é preciso atentar-se aos exames cardiológicos para diagnosticar precocemente gordura nas artérias.

A visita ao urologista é também importante, especialmente a partir dos 50 anos quando a testosterona tem uma queda acentuada e o especialista pode identificar a necessidade de reposição hormonal.

Mas vale ressaltar que, mais importante que realizar os exames nas determinadas faixas etárias, é manter hábitos saudáveis no dia a dia, como a realização de atividades físicas e alimentação balanceada. Já consultou seu médico este ano?

Deixe um Comentário